Segundo Cotelco, a Páscoa tem sido uma trégua para o setor hoteleiro colombiano

1024 576
Travel2Latam
Travel2Latam
https://po.travel2latam.com/nota/66907-segundo-cotelco-a-pascoa-tem-sido-uma-tregua-para-o-setor-hoteleiro-colombiano
Segundo Cotelco, a Páscoa tem sido uma trégua para o setor hoteleiro colombiano
Sex 09 de abril de 2021

A ocupação tem sido de 37,34%, valor que não tem comparação direta com os 1,78% registrados no mesmo período de 2020


O setor de turismo e hotelaria na Colômbia tem sido um dos mais afetados desde a emergência sanitária provocada pela Covid 19, como consequência das restrições implementadas pelos governos nacional e regional, necessárias para conter o aumento das infecções e a favor da preservação a saúde dos colombianos.
 
No entanto, a partir do esforço conjunto e da implementação de diferentes estratégias a nível público e privado, o setor tem trilhado um caminho de recuperação, o que permitiu o período da Páscoa (de sábado, 27 de março a sábado, 3 de abril de 2021), o o país atingiu, de acordo com o relatório da Cotelco, uma ocupação hoteleira de 37,34%, valor que não tem comparação direta com os 1,78% registados na Semana Alta de 2020, período em que o país esteve em total confinamento; No entanto, esse indicador está 14,5 pontos percentuais abaixo do nível de 2019 (51,88%).

Para Gustavo Adolfo Toro Velásquez, Presidente Executivo da Cotelco, “a época da Páscoa de 2021 teve um desempenho notável face ao que se projetava, em parte, em consequência das diferentes estratégias que vêm sendo implementadas pelo governo nacional, como como é o Gran Finde, o apoio dos governos regionais à reativação do setor, os incentivos da recente Lei do Turismo e o esforço dos empresários para gerar uma oferta responsável com elevados padrões de qualidade e biossegurança. A reativação do setor turístico é um desenvolvimento positivo, não só para o setor empresarial, mas para milhares de famílias que sustentam o seu rendimento nesta atividade ”.
 
Comportamento regional
San Andrés foi o destino preferido dos colombianos nesse período, o que permitiu atingir 73,41% de ocupação, apenas 1,9 ponto percentual a menos que o patamar alcançado em 2019 (75,27%). O resultado é notável, pois é uma trégua para a ilha, principalmente depois de experimentar os efeitos não só do Covid 19, mas também dos gerados pelo furacão Iota.

A cidade de Cartagena das Índias foi o segundo destino com maior demanda, alcançando uma ocupação de 68,83%, 5 pontos percentuais a menos que em 2019. Suas praias, a cidade murada, sua cultura, sua gastronomia e a variada oferta turística que Cartagena tem foram fatores que influenciaram esse resultado positivo.
O departamento de Boyacá foi o terceiro destino com maior demanda, com 61,61% de ocupação, 2,9 pontos percentuais a menos que em 2019. O resultado é derivado do expressivo número de turistas da cidade de Bogotá e municípios de La Sabana que visitaram cidades como como Villa de Leyva, Tunja, Paipa, Sogamoso, Chiquinquirá e Duitama. 

Tolima e Alto Magdalena também foram destinos preferidos dos turistas durante a Semana Mayor, a cidade de Ibagué e os municípios de Girardot e Melgar foram os mais dinâmicos, permitindo ao destino atingir uma ocupação de 61,81%.
O Eixo Café com sua ampla oferta turística cultural e natural também estava nos planos dos turistas. Quindío obteve 58,75% de ocupação, Risaralda com 54,35% e Caldas com 40,14%.
Meta, Santander e Antioquia também se destacaram no período, com ocupações de 52,25%, 50,82% e 43,71%, respectivamente.
Já o departamento de Magdalena e principalmente Santa Marta, onde as projeções anteriores à Páscoa indicavam uma ocupação superior a 65%, o resultado foi bem abaixo do esperado, chegando a 44,99%, impacto gerado pelo início do terceiro pico de infecções por Covid 19 na área e as medidas de restrição implementadas para neutralizar este aumento de casos.
Cauca e especificamente Popayán, destino tradicionalmente preferido no período da Páscoa, atingiu apenas 19,78% de ocupação, valor muito inferior aos 73,68% obtidos em 2019.
A cidade de Bogotá DC obteve um resultado de 25,20% na ocupação hoteleira, 15,3 pontos percentuais a menos que em 2019 (40,48%), resultado decorrente das medidas preventivas adotadas pela Administração Distrital para o período da Páscoa, que além de necessárias , somam-se à estagnação do segmento corporativo e à queda do número de turistas internacionais.
Os resultados para os demais destinos são: Casanare (39,29%), Huila (37,99%), Nariño (31,99%), Valle del Cauca (31,27%), Atlántico (27,36%), Barrancabermeja (25,67%) e Norte de Santander (21,91 %).

visitas

¿Gostaste da nota? ¡Compartilha-a!

tendências
O que nossos leitores estão a ler neste momento

Você pode continuar lendo ...