ProColombia publica relatório sobre gastos turísticos estrangeiros

1024 576
Travel2Latam
Travel2Latam
http://po.travel2latam.com/nota/59185-procolombia-publica-relatorio-sobre-gastos-turisticos-estrangeiros
ProColombia publica relatório sobre gastos turísticos estrangeiros
Flavia Santoro Trujillo, ProColombia
Sex 06 de março de 2020

60% das despesas de não residentes na Colômbia foram concentradas na reserva de hotéis, companhias aéreas, roupas, restaurantes, supermercados, aspectos clínicos e agências de viagens, entre outros


Um estudo elaborado pelo ProColombia através do AnalítiCo - Credibanco permitiu analisar as transações realizadas através de cartões de crédito que passam pela rede Credibanco.
Hospedagem, passagens aéreas e roupas foram alguns dos produtos e serviços que os turistas estrangeiros mais gastaram na Colômbia durante 2019.
Concluiu, assim, um estudo elaborado pelo ProColombia por meio do AnalítiCo - Credibanco, uma ferramenta que permite obter os valores associados aos gastos com os diferentes cartões que fazem parte da rede Credibanco.
“Esse tipo de ferramenta nos permite ter uma análise muito mais profunda dos viajantes estrangeiros na Colômbia e entender quais são seus principais gostos e preferências. A informação é fundamental para as empresas colombianas adaptarem sua oferta e oferecerem um serviço melhor, o que facilita a promoção do país como destino turístico internacional ”, disse Flavia Santoro, presidente da ProColombia.
Segundo a análise, 60% da despesa de estrangeiros não residentes na Colômbia estavam concentrados em sete categorias principais: reserva de hotel com 20,4% de participação, companhias aéreas (13,1%), vestuário (6,7% ), restaurantes (5,2%), supermercados (5,1%), aspectos clínicos (4,8%) e agências de viagens (4,3%), entre outros.
Cerca de 80 das despesas foram feitas por visitantes das Américas. O país com maior gasto foi os Estados Unidos, com 46,6% de participação, seguidos pelo Equador (11,4%), Panamá (4,7%), Espanha (3,7%), Argentina (3, 5%), Peru (3,2%), México (2,9%), Canadá (2,9%), Reino Unido (2,3%) e Chile (2%).
Além disso, Bogotá, Cartagena e Medellín são os destinos que representam 70,8% das despesas no território nacional.
Em Cartagena, estrangeiros não residentes preferem gastar 42,7% em hotéis e 12,1% em restaurantes. Houve um crescimento de 15% nas compras de relógios e joias para 2019, por sua vez, Cartagena representa o maior gasto no setor de turismo em 68,4%.
Em Bogotá, as prioridades de gastos para visitantes estrangeiros são 23,8% nas companhias aéreas e 18,1% nos hotéis. Além disso, eles gastam 59,4% no setor de turismo e em roupas, armazéns, perfumarias, entre outros, 21,8%.
E em Medellín, as despesas com hotéis registraram 24,5%, seguidas pelos restaurantes com 11,7%, também, foi a região que apresentou o maior crescimento nas despesas de visitantes estrangeiros em 2019.
Agosto e dezembro são os meses em que as compras são mais registradas e o dia da semana que os visitantes estrangeiros preferem gastar é sexta-feira, da mesma forma, sábado foi o dia de crescimento mais rápido para o ano de 2019.

O turismo internacional na Colômbia cresceu 2,7%
O número de visitantes não residentes que chegaram ao país foi de 4.515.932, um crescimento de 2,7% em relação a 2018.
Foi também um recorde de ocupação hoteleira que atingiu 57,8%, na receita nominal de agências de viagens com crescimento de 3,7%, na receita de hotéis com aumento de 10,6%, na conectividade internacional com 17 novas rotas e 39 novas frequências internacionais e em passageiros mobilizados nacional e internacionalmente que atingiram 41,2 milhões de passageiros.
Entre os mercados que emitem mais viajantes para o país, destacam-se os Estados Unidos, com 22% de participação em todos os países que visitam a Colômbia. Além disso, destacou-se o crescimento de visitantes.

visitas

¿Gostaste da nota? ¡Compartilha-a!

tendências
O que nossos leitores estão a ler neste momento

Você pode continuar lendo ...