Embratur vai a Pernambuco avaliar impactos da mancha de óleo no litoral

1024 576
Travel2Latam
Travel2Latam
https://po.travel2latam.com/nota/56937-embratur-vai-a-pernambuco-avaliar-impactos-da-mancha-de-oleo-no-litoral
Embratur vai a Pernambuco avaliar impactos da mancha de óleo no litoral
Sex 25 de outubro de 2019

O diretor e presidente substituto da autarquia, Carlos Alberto Brito, compõe à comitiva do governo federal que irá traçar estratégias de contenção


O Instituto Brasileiro de Turismo compõe à comitiva que está em Pernambuco para avaliar pontos atingidos pelo óleo de origem desconhecida. Ao lado do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, o diretor de Gestão Interna e presidente substituto da Embratur, Carlos Alberto Gomes de Brito, está nesta sexta-feira (25) em Porto de Galinhas para visitar os principais pontos afetados pelo desastre ambiental. Ele representa o presidente Gilson Machado Neto na visita técnica. Gilson está em missão na Ásia junto com o presidente Jair Bolsonaro, que monitora e acompanha a ação.
De acordo com Carlos Alberto, o governo federal está tomando todas providências para contenção de vazamento de óleo no Nordeste. “O presidente Jair Bolsonaro está empenhado em investigar as causas e os responsáveis pelas manchas de óleo que atingiram o litoral do Nordeste nas últimas semanas. Juntamente com os órgãos responsáveis pela fiscalização, limpeza e investigação, há um trabalho honroso das populações locais. Esperamos que, com um trabalho integrado, iremos conter esse desastre e o turismo brasileiro não será prejudicado”, afirmou o presidente substituto da Embratur. 
Desde o dia 2 de setembro, o Grupo de Acompanhamento e Avaliação, formado pela Marinha, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Ministério do Meio Ambiente, Ministério da Defesa, Ministério da Justiça, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e Agência Nacional do Petróleo (ANP), trabalha ininterruptamente para conter os danos ocasionados pelo derramamento de óleo no litoral da região.
O intuito do encontro é, também, de ouvir sobre os impactos causados e articular estratégias e ações que possam minimizar o ocorrido. O encontro acontece entre representantes do governo federal e do trade local.

“Garantimos que o trabalho para a retirada do óleo das praias está sendo feito e fluindo muito bem. Desde o princípio, o governo federal está empenhado em acompanhar, monitorar, localizar e retirar as manchas de óleo do litoral nordestino. Para isso, tem-se utilizado sistemas de identificação por satélites nacionais e estrangeiros, além de embarcações, sobrevoos diários de helicópteros do Ibama, da Força Aérea, da Marinha, juntamente com aviões radar”, afirmou Carlos Alberto.

Trabalho de promoção
A Embratur, que está representada neste momento em países da Ásia, por meio do presidente do Instituto, Gilson Machado Neto, e do diretor de Marketing e Relações Públicas, Osvaldo Matos, além da diretora de Inteligência Competitiva e Promoção Turística, Katja Becker, que está em Londres para participação na WTM, uma das maiores feiras de turismo do mundo, está empenhada em reforçar o turismo dos destinos turísticos do Nordeste. O Instituto tem levado informações qualificadas sobre as belezas das praias nordestinas e o esforço em preservá-las. As ações estão sendo realizadas junto ao trade turístico e à imprensa internacional.

O presidente da Embratur, Gilson Machado Neto, garante que o governo brasileiro está empenhado na investigação dessa tragédia que acomete o litoral nordestino. De acordo com ele, as forças armadas estão agindo diuturnamente para amenizar os efeitos do óleo derramado.

“Mais de 70% da população do Nordeste mora até 100km do litoral. Nossas praias são um dos nossos maiores patrimônios como nação vocacionada ao turismo ecológico. Temos a segunda maior barreira de corais do mundo nessa região. Não vamos relaxar na limpeza do litoral, especialmente nas áreas turísticas e de maior densidade da população. Quero agradecer a todos que voluntariamente estão empenhados nesse mutirão de limpeza, setores públicos e privados e a população em geral. Nosso Brasil é um só. Juntos superaremos esse desafio”, afirma.

visitas

¿Gostaste da nota? ¡Compartilha-a!

tendências
O que nossos leitores estão a ler neste momento

Você pode continuar lendo ...