COPA AIRLINES

"Ainda há muitas oportunidades na América Latina"

1024 576
Travel2Latam
Travel2Latam
http://po.travel2latam.com/nota/50979-ainda-ha-muitas-oportunidades-na-america-latina
"Ainda há muitas oportunidades na América Latina"
"Ainda há muitas oportunidades na América Latina"
Qua 22 de agosto de 2018

Em diálogo com esse meio, Gustavo Esusy, gerente regional do Mercosul da Copa Airlines, analisou a atualidade e o futuro da indústria aeronáutica.


Em um mercado altamente competitivo, que está passando por mudanças importantes junto com a chegada de novos players, como a indústria aeronáutica analisa hoje? Quais potenciais você vê?

Nossa indústria é dinâmica, novos jogadores sempre entram no mercado. A Copa Airlines conquistou uma posição de liderança na região, somos a companhia aérea mais pontual da América Latina e altamente valorizada pelos passageiros. Operamos uma frota moderna e versátil que nos permite conectar 80 cidades com uma única conexão no Panamá, sendo o hub mais eficiente e melhor conectado da América Latina.

Quais são os mercados prioritários e quais são os potenciais para desenvolver?

Os maiores mercados, onde operamos mais rotas e freqüências, são os Estados Unidos, Colômbia, Panamá, Brasil e Argentina. A Copa Airlines tem uma visão clara: ser a companhia aérea líder na aviação da América Latina, conectando a América do Norte, do Sul Central e do Caribe através do Panamá; e os mercados são desenvolvidos seguindo essa visão. As oportunidades são sempre avaliadas dentro do mapa da América.

Como é o trabalho hoje com os agentes de viagens na região?

Os agentes de viagens continuam sendo nossos principais parceiros e o maior canal de distribuição. Trabalhamos com agências de todos os segmentos, as tradicionais, as OTAs, as corporativas e os atacadistas que desenvolvem os pacotes de férias.

Como você analisa a situação atual do mercado do Mercosul? Quais são as maiores diferenças com outros mercados?

A região vem crescendo constantemente nos últimos anos, tanto em capacidade quanto em demanda. Diferentemente de outros mercados da Copa, a demanda por segmentos de férias é maior, no entanto, nos últimos anos, o tráfego corporativo nas rotas da Copa Airlines tem crescido de forma constante.

Quais são as últimas novidades da empresa em termos de abertura de rotas e renovação de equipamentos?

Recentemente, iniciamos operações em duas cidades do Brasil: Fortaleza e Salvador e incorporamos Barbados. Anunciamos para o final do ano Puerto Vallarta, no México, e a quinta cidade da Argentina, Salta. Mas, sem dúvida, a grande novidade deste mês é a chegada do nosso primeiro Boeing 737 MAX 9.

Quais são os principais desafios enfrentados por uma empresa do tamanho da Copa, que constantemente adiciona freqüências e rotas, para permanecer líderes na região?

Todos os anos há novos desafios. Neste ano as moedas da América Latina estão enfraquecidas em relação ao dólar e, somadas a isso, o preço do petróleo vem subindo constantemente, no entanto, a Copa é uma empresa sólida. Oferecemos um produto de qualidade e a melhor conectividade nas Américas, o que nos coloca em uma posição favorável.

Como você acha que o setor aeronáutico vai evoluir daqui a alguns anos?

Definitivamente, a consolidação continuará; o desenvolvimento de novas rotas e o crescimento da conectividade, ainda existem muitas oportunidades na América Latina.

visitas

¿Gostaste da nota? ¡Compartilha-a!

tendências
O que nossos leitores estão a ler neste momento

Você pode continuar lendo ...