Vuelo sostenible: la ruta del SAF na América Latina y del Caribe

1024 576
Travel2Latam
Travel2Latam
https://po.travel2latam.com/nota/76611-vuelo-sostenible-la-ruta-del-saf-na-america-latina-y-del-caribe
Vuelo sostenible: la ruta del SAF na América Latina y del Caribe
Source: ALTA
16 de setembro de 2022

Lograr esta colaboração entre o setor público e privado é um dos temas prioritários na agenda do ALTA Aviation Law Americas 2022 que se celebra no Rio de Janeiro


O combustível de aviação sustentável, ou SAF, na sigla em inglês, é uma pedra angular no caminho para o cumprimento dos objetivos ambientais estabelecidos pelo setor aéreo para atingir emissões líquidas zero até 2050. Além disso, é um poderoso motor econômico com perspectivas de gerar importantes contribuições socioeconômicas a curto, médio e longo prazo para os países.

Na região da América Latina e Caribe, o desenvolvimento de uma indústria produtora de SAF requer cooperação entre os Estados e a indústria privada e um marco regulatório eficiente e com segurança jurídica para atrair investimentos.

Alcançar essa colaboração entre os setores público e privado é um dos temas prioritários da agenda da ALTA Aviation Law Americas 2022, que será realizada de 14 a 16 de setembro no Rio de Janeiro, Brasil. O primeiro painel da conferência foi dedicado ao SAF, com a participação de Pedro de la Fuente, gerente sênior de assuntos externos e sustentabilidade da IATA como moderador, Erasmo Batistella, CEO da empresa de energia BSBIOS, e Johanna Cabrera, vice-gerente de Sustentabilidade na companhia aérea LATAM.

Os especialistas discutiram os avanços do setor privado na implantação do SAF, os números de crescimento econômico derivados desse setor, as políticas públicas necessárias para atrair investimentos, a demanda existente e projetada das companhias aéreas e as perspectivas para os próximos anos.

“A transição de combustíveis à base de hidrocarbonetos para SAF requer a criação de uma cadeia de produção e distribuição desde o início. Anteriormente, é necessário um trabalho alinhado indústria-governo, o que é fundamental para alcançar políticas eficientes, pois é preciso ter segurança jurídica que permita investimentos e o desenvolvimento de infraestruturas que gerem competitividade. A região tem todas as matérias-primas necessárias e a capacidade de gerar os empregos necessários para isso. Para citar um exemplo, por estarmos no Rio de Janeiro, o Brasil tem potencial com suas matérias-primas para suprir mais de 30% da demanda global de SAF até 2030. É uma grande oportunidade que não podemos perder”, comenta José Ricardo Botelho, Diretor Executivo e CEO da ALTA.

Erasmo Battistella, CEO da BSBIOS, compartilhou os detalhes do que será a primeira planta SAF na América Latina e Caribe no Paraguai. Entre os números de destaque: a produção de 20 mil barris por dia com capex estimado em 1,1 bilhão de dólares a partir de 2025 com matérias-primas óleo de soja, óleo reciclado e gordura animal. Battistella ressaltou que "é fundamental rever a legislação sobre matérias-primas e ter uma certificação única em todos os países, caso contrário isso encarece o SAF e dificulta o acesso. Batisttella também destacou a importância da segurança jurídica e do acesso ao capital como chaves para que haja investimentos na região."O Paraguai tem oferecido as melhores condições fiscais e competitividade para as exportações. Esta região tem todas as matérias-primas como nenhuma outra e devemos trabalhar as autoridades e a indústria para ter as condições que permitem o desenvolvimento e a indústria em nossos países."

No campo da transição energética, o setor aéreo e os governos perseguem objetivos comuns: a descarbonização total das operações aéreas e a redução das emissões de gases de efeito estufa. De acordo com o ICF, membro da ALTA, a indústria global de aviação precisará de 330 a 445 milhões de toneladas de SAF por ano, o equivalente a 180.000 piscinas olímpicas, e atualmente a produção de SAF é inferior a 0,01% do consumo global de combustível de aviação. .

"A indústria da aviação é uma característica vital do nosso mundo moderno e globalizado, servindo como um canal essencial para o comércio mundial e o desenvolvimento econômico. No entanto, esses benefícios de conectividade criam um desafio ambiental. Enquanto o setor de aviação reconhece a necessidade crescente e urgente de a sociedade enfrentar o desafio global das mudanças climáticas, também desempenha um papel vital na promoção do desenvolvimento sustentável e deve permanecer seguro, acessível e acessível para garantir a mobilidade equitativa para todos os setores da população. Por esse motivo, precisamos do apoio dos governos para garantir a adoção de um objetivo de longo prazo durante a próxima assembléia da ICAO para a implementação de uma política harmonizada e objetivos comuns em nossa meta de 

descarbonização", comenta Pedro de la Fuente, Externals Affairs & Sustainability da IATA

A região é a que tem o maior potencial de produção de SAF no mundo. Sem embargo, aún carece de las infraestructuras necesarias e do marco legal para estabelecer uma industria productora que satisfaça a demanda local e inclusive exporte o combustível sustentável para outras latitudes.

Johanna Cabrera, Subgerente de Sostenibilidad de LATAM Airlines, destaco em sua intervenção na urgência de políticas públicas que contribui para gerar incentivos e segurança jurídica para apalancar as inversões necessárias para o desenvolvimento de uma indústria produtora de SAF na região. "LATAM buscará que, para 2030, os 5% do combustível empregue SAF marítimo, uma medida importante que acompanhe outras iniciativas como as medidas operacionais e compensação de emissões de alta qualidade". Cabre também destaco que precisamos como medidas da indústria cuidar que a transição energética marítima seja eficiente e cuide da eficiência do modo que não se incrementa as tarifas de tarifas aéreas que fazem com que a indústria viena reduza as viagens de operacionais e outras iniciativas.

La Asociación Latinoamericana y del Caribe del Transporte Aéreo (ALTA) promove uma agenda de objetivos e projetos dirigidos para lograr o cumprimento dos SAF na região. Entre as propostas operadas em um conjunto de trabalho com a Comissão Latinoamericana de Aviação Civil (CLAC) estão incluídos: o incentivo aos programas de produção de SAF que inclui as garantias de subvenções de pré-stamo, o apoio à investigação e a resolução da cadeia de subvenções, e a criação de um marco normativo adequado para que o capital se invierta da forma mais eficiente.

visitas

¿Gostaste da nota? ¡Compartilha-a!

tendências
O que nossos leitores estão a ler neste momento

Você pode continuar lendo ...