Nas férias de inverno Salta consegue superar os níveis de 2019

1024 576
Travel2Latam
Travel2Latam
https://po.travel2latam.com/nota/75721-nas-ferias-de-inverno-salta-consegue-superar-os-niveis-de-2019
Nas férias de inverno Salta consegue superar os níveis de 2019
Source: Gobierno de Salta
02 de agosto de 2022

Na temporada turística de julho, o destino registrou 6% mais ocupação e impacto econômico de US$ 9.632 milhões


O Ministério do Turismo e Esportes confirma para a temporada de inverno 2022 uma tendência de crescimento da atividade turística que marca números superiores aos de 2019. Em um ato realizado no Centro Cívico de Grand Bourg, foram conhecidos os dados oficiais de turistas em Salta , impacto econômico , origem e destinos mais visitados, entre outras variáveis.

Entre 9 e 30 de julho, 183.508 turistas foram registrados nos diferentes municípios de Salta, que geraram um impacto econômico total de $ 9.632.133.214. A taxa de emprego líquida provincial foi de 82,3%, 6% superior ao período de 2019, ano que teve os indicadores mais elevados até ao momento.

 Capital registrou 90% de ocupação, Destinos Próximos 84,8% e Destinos Principais 72,2%. A média de dormidas em toda a província foi de 5,2 noites. A classificação por destino mostra que os mais escolhidos foram Capital, San Antonio de los Cobres, San Lorenzo, Vaqueros, Cachi, Cafayate, Coronel Moldes, Chicoana, Molinos e Rosario de la Frontera. Esses foram alguns dos dados do relatório divulgado pela secretária de Turismo, Nadia Loza.

El ministro de Turismo y Deportes Mario Peña afirmó que “el trabajo con los municipios y el sector privado viene demostrando en cada temporada el aumento de la permanencia de turistas en Salta, algo que es clave porque incrementa el impacto económico: esto es trabajo, desarrollo y mejoras en la calidad de vida de los salteños”. Asimismo destacó no solo el crecimiento de 6% de ocupación en julio, sino el 18% acumulado desde enero con respecto a 2019. “Vamos a recuperar los turistas previos a la pandemia”, anticipó el funcionario.

“O setor privado atendeu às expectativas, a temporada foi muito boa, claro que não é por acaso, é um trabalho incrível que vem sendo feito na articulação público-privada. Acompanhamos essa tendência desde janeiro e hoje foi ratificada”, disse o presidente da Câmara de Turismo de Salta, Gustavo Di Mécola. Parabenizou ainda o setor privado “de todos os municípios pelo enorme trabalho de crescimento, pelo surgimento de novos empreendedores”.

O presidente do Fórum de Prefeitos, Daniel Moreno, qualificou o trabalho do setor de turismo de Salta como "impecável" e destacou "os novos destinos que estão sendo adicionados como opção para os turistas que chegam à província".

“Que o turismo chegue a este ritmo é importante para nós porque é uma atividade económica chave para a província. Em Salta temos um Produto Bruto por pessoa que é metade do da Argentina, então devemos dobrar a produção”, disse Dib Ashur.

Antes da coletiva de imprensa, foi realizada uma reunião com o setor privado na qual o ministro da Economia Roberto Dib Ashur, a presidente do Inprotur Salta Manuela Arancibia, a subsecretária de Promoção do Turismo Laura Alcorta e os presidentes do Tren a las Nubes e Cable carro San Bernardo, Sebastián Vidal e Martín Miranda. Também o presidente da Câmara de Hotelaria e Gastronomia, Juan Lucero e a representante da Associação de Hotelaria de Turismo, Carolina Perotti.

Perfil do turista

Relativamente ao perfil do turista que percorreu a província, foram levantados os dados fornecidos pelos Centros de Atendimento ao Visitante dos municípios do interior e pelo Gabinete de Atendimento do Ministério do Turismo e Desportos.

51% chegaram a Salta com seu grupo familiar, a maioria em veículo particular (60%); as principais faixas etárias foram 45 e 55 anos (31%) e 35 a 45 anos (35%). Quanto à origem, 78,1% eram turistas nacionais, o segundo grupo correspondia a estrangeiros com 12,5% e no terceiro mandato Salta que fazia turismo com 9,4%.

Do percentual de turistas nacionais, os principais mercados emissores foram Buenos Aires, Salta, Córdoba, Santa Fé, Capital Federal, Tucumán, Mendoza, Chaco, Jujuy, Río Negro, Corrientes e Neuquén. Os visitantes internacionais chegaram principalmente do Brasil (22%), Bolívia (21%), Outros (17%), Espanha (10%) e França (9%).

A fidelização ao destino Salta mantém-se elevada na ordem dos 64%, a média de dormidas foi de 5,2 noites; o gasto médio diário foi de US$ 10.245 no caso dos turistas nacionais e US$ 62,6 no caso dos estrangeiros. O impacto econômico dos turistas nacionais foi de US$ 8.859.701.159 e no caso dos turistas estrangeiros: US$ 5.600.215 ou US$ 772.432.055.

Outros destaques

O Comboio para as Nuvens, o terceiro mais alto do mundo, no mês dos seus 50 anos de serviço turístico, registou valores recorde, com 14.425 passageiros transportados que viveram uma experiência única neste produto que é Marca País. O Teleférico de São Bernardo, outro ícone turístico, transportou 48.067 pessoas.

Em termos de logística, 2.150 ônibus de médio e longo curso entraram no terminal rodoviário da cidade de Salta; No aeroporto Martín Miguel de Güemes, 257 aeronaves comerciais aterrissaram entre as empresas Aerolíneas Argentinas, FlyBondi e JetSMART.

visitas

¿Gostaste da nota? ¡Compartilha-a!

tendências
O que nossos leitores estão a ler neste momento

Você pode continuar lendo ...