Os voos domésticos representam 70% do tráfego aéreo total na Colômbia

1024 576
Travel2Latam
Travel2Latam
https://po.travel2latam.com/nota/75310-os-voos-domesticos-representam-70-do-trafego-aereo-total-na-colmbia
Os voos domésticos representam 70% do tráfego aéreo total na Colômbia
Source: Twitter @BOG_ELDORADO
11 de julho de 2022

No período de janeiro a maio de 2022, mais de 13,2 milhões de passageiros foram mobilizados em voos domésticos, o que significa um crescimento de 29%, em relação aos mesmos meses de 2019


As perspectivas para o turismo são positivas. A reativação da indústria de viagens teve um processo mais rápido do que o previsto, inclusive, muitos dos indicadores do setor já apresentam valores que superam os alcançados em 2019, catalogado como um ano recorde para o turismo na Colômbia. 

A exemplo do tráfego de passageiros em voos domésticos, que, com base em números da Aeronáutica Civil, a ANATO estima que no período de janeiro a maio de 2022, mais de 13,2 milhões foram mobilizados, o que significa um crescimento de 29%, em relação ao os 10,3 milhões que foram registrados nos mesmos meses de 2019.

“Atualmente, o movimento de passageiros em voos domésticos representa 70% do tráfego aéreo total na Colômbia. Muitos destinos, como os tradicionais, já recuperaram o número de turistas visitantes que vinham relatando em tempos pré-pandemia. No entanto, existem outros que ainda não o atingiram, que têm um potencial turístico significativo e para os quais devem ser implementadas ações de promoção”, disse Paula Cortés Calle, presidente executiva da ANATO.

Diante disso, alguns desses destinos que ainda não atingiram os números de 2019 são: Quibdó com reativação de 95%; Yopal e Ibagué com 90%; Popayan, com 77%; Manizales, com 62%; e Buenaventura, com 36%.

“Este, sem dúvida, não tem sido um caminho fácil, e ainda há desafios pela frente para o turismo nacional no sentido de fortalecer a confiança dos turistas. Porque, embora os colombianos expressem seu interesse em continuar viajando, sentir-se seguros será o que os levará a tomar a decisão. Para isso, é fundamental que os destinos do país continuem adaptando seus atrativos para a tranquilidade e segurança de seus visitantes”, explicou o dirigente sindical.

visitas

¿Gostaste da nota? ¡Compartilha-a!

tendências
O que nossos leitores estão a ler neste momento

Você pode continuar lendo ...