Eventos na pós-pandemia: O mercado exige empresas com maior apoio

1024 576
Travel2Latam
Travel2Latam
https://po.travel2latam.com/nota/71097-eventos-na-pos-pandemia-o-mercado-exige-empresas-com-maior-apoio
Eventos na pós-pandemia: O mercado exige empresas com maior apoio
Gerardo Tejado, American Express Global Business Travel
Source: Travel2latam
11 de novembro de 2021

Durante a IMEX America, pudemos entrevistar Gerardo Tejado, SVP Global Value Development and General Manager for Meetings & Events na American Express Global Business Travel, que compartilha sua valiosa visão sobre o presente e o futuro do segmento MICE


Não há dúvida de que o turismo mudou para sempre com a reabertura e, claro, o segmento MICE também. Durante a IMEX America, pudemos entrevistar Gerardo Tejado, SVP Global Value Development and General Manager for Meetings & Events naAmerican Express Global Business Travel. Compartilhamos suas respostas abaixo:

Como a American Express Global Business Travel opera e quais serviços oferece?
Somos uma empresa independente com a American Express como um de seus acionistas. Focamos 100% no negócio de viagens corporativas.

Quais são suas expectativas para o curto e médio prazo?
Fazemos previsões todos os anos e este ano percebemos muito otimismo em relação ao futuro do setor. 2/3 das mais de 500 pessoas que entrevistamos em todo o mundo acham que haverá um retorno aos níveis de 2019 nos próximos anos. A expectativa também é que no próximo ano 80% das reuniões tenham algum componente presencial, seja híbrido ou totalmente presencial e apenas 20% sejam totalmente virtuais e isso tem a ver com o fato da importância do encontro presencial foi reavaliado.

Qual é a sua opinião sobre as diferentes regiões?
A América Latina é onde notamos que há maior otimismo. Os volumes de negócios crescerão e retornarão aos níveis anteriores a 2019 nos próximos 2 anos. Outra questão que tem acontecido é que nos últimos 2 anos, alguma importância pode ter sido tirada das reuniões internas das empresas, mas esses eventos foram considerados novamente para criar aquela nova cultura empresarial porque também há uma competição por talentos.
Por outro lado, as empresas estão planejando ter mais verba para investir no próximo ano em reuniões e convenções, os custos de realização vão subir porque há uma exigência adicional de mais espaço devido aos protocolos e se também fizerem um híbrido evento, deve ser investido em tecnologia e em pessoal adequado.

Quais perfis de cliente você possui atualmente?
Temos clientes de todos os segmentos, mas temos um grupo muito importante de empresas globais com forte foco em produtos farmacêuticos, empresas de tecnologia e serviços profissionais.

Quais países da região você vê com melhores perspectivas?
O estudo que fizemos revela que onde estamos tendo a maior demanda de eventos é em Cancún, Playa del Carmen, São Paulo, Bogotá e na Cidade do México.
O México nunca fechou suas fronteiras e isso permitiu ganhar mercados, inclusive a SECTUR anunciou que atingiram níveis de visitantes estrangeiros semelhantes aos de 2019.
Nos últimos meses, o que tem acontecido é que o tempo de planejamento dos eventos foi reduzido porque a demanda foi fortemente reativada e eles podem ficar sem espaço.
Nos últimos 8 meses notamos uma reavaliação de contar com os serviços de uma empresa com experiência comprovada. Oferecemos eventos "chave na mão" e damos ao cliente a tranquilidade de ser responsável por qualquer eventualidade que possa surgir. O que vimos é que há clientes mudando de visão e migrando para fornecedores mais reconhecidos porque se preocupam com todos os seus funcionários nas viagens.

Em quais países você tem escritórios?
Temos presença mundial, atuamos na América Latina com escritórios próprios na Argentina, México e Colômbia e com franquias parceiras no restante da região.

visitas

¿Gostaste da nota? ¡Compartilha-a!

tendências
O que nossos leitores estão a ler neste momento

Você pode continuar lendo ...