Panamá avança com o desenvolvimento de destinos sustentáveis

1024 576
Travel2Latam
Travel2Latam
https://po.travel2latam.com/nota/66842-panama-avana-com-o-desenvolvimento-de-destinos-sustentaveis
Panamá avança com o desenvolvimento de destinos sustentáveis
Qua 07 de abril de 2021

ATP comunica progresso do plano de turismo sustentável para Coiba e Santa Catalina


Em missão oficial realizada em um dos oito destinos prioritários do Plano Diretor de Turismo Sustentável (PMTS) 2020-2025, o Administrador Geral da Autoridade de Turismo do Panamá (ATP), Iván Eskildsen, na companhia de outros membros da central governo, realizou encontro para informar empresários, empresários, lideranças comunitárias e autoridades locais sobre o andamento da execução desse plano para o destino Santa Catalina / Pacífico Veragüense / Soná / Parque Nacional do Coiba.

Neste encontro foi apresentado o modelo de desenvolvimento de acordo com o Plano Diretor para este destino, que destaca o valor da biodiversidade do seu património azul, que incluiu visitas às suas praias imaculadas, turismo ativo através do mergulho, snorkeling e caiaque, observação de marinhas. fauna, surf e pesca esportiva. As atividades enquadradas no patrimônio verde também tiveram destaque, como caminhadas e observação de pássaros, e o patrimônio cultural onde se destaca a história da Colônia Penal de Coiba.

“O Parque Nacional de Coiba é a joia da coroa não só por ser um Patrimônio da Humanidade declarado pela UNESCO, mas também por ser um laboratório vivo amplamente estudado por cientistas nacionais e internacionais, e pela história ímpar do Presídio de Coiba”, disse Ivan. Eskildsen, administrador geral da ATP.

O PMTS destacou ainda a criação do “Comitê de Gestão do Destino”, modelo de governança para acompanhamento, priorização e atualização dos projetos do plano, composto pela ATP, representantes do setor turístico do destino, governo local e comunidade. 

Sherlly Chen, presidente da Câmara de Turismo de Santa Catalina, disse estar confiante de que o PMTS e as ações do Gabinete de Turismo podem resolver os problemas de fornecimento de energia elétrica, água potável e infraestrutura, necessários para desenvolver plenamente o potencial do destino.

Por sua vez, o presidente da Câmara de Turismo de Veraguas, Ángelo Solanilla, afirmou: “Há muitos anos que esperávamos por este dia, que o governo por sua vez dará prioridade às questões de desenvolvimento do turismo no interior e esperamos que o oito pontos estratégias estratégicas definidas no plano diretor servem de ponta de lança para continuar desenvolvendo outros lugares com tanto potencial que a província de Veraguas possui, rica em biodiversidade e com nove unidades de conservação, quatro são parques nacionais ”.

Melhorias de infraestrutura 
No diagnóstico do PMTS foram identificadas necessidades para esta região, propondo projetos que incluem: adequação de cais, trilhas, mirantes, instalações turísticas dentro da praia de Santa Catalina e da praia de El Estero, centro interpretativo sobre a vida marinha, ciclovia e centro de articulação controle com a Autoridade Marítima do Panamá (AMP), o Sistema Nacional de Proteção Civil (SINAPROC), o Ministério do Meio Ambiente e a Polícia de Turismo.
Elizabeth Cedeño, da Unidade Executora de ATP - BID, afirmou que para a infraestrutura básica urbana e turística de Santa Catalina, projetos de abastecimento de água potável, sistema de gestão de resíduos sólidos, melhorias nos espaços públicos e mobilidade inclusiva e segura para os visitantes, projetos alinhados com objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU.
Em questões de ordenamento do território, o Gabinete de Sustentabilidade ATP, a Direcção de Áreas Protegidas e Biodiversidade (DAPB), a Direcção de Costas e Mares (DICOMAR) e a Direcção de Mudanças Climáticas (DCC) do Ministério do Ambiente, emitiram sugestões e comentários sobre questões de mudança climática a serem incluídos nos Planos de Organização Territorial (POT) que serão desenvolvidos com os empréstimos do BID.

Formação
Adicionalmente, está previsto beneficiar 100 empresários de Santa Catalina e comunidades envolventes com formação, assistência técnica e capital semente, de forma a diversificar a oferta turística na zona e dinamizar a economia local através da inovação e fortalecimento do empreendedorismo. O Município de Soná vai beneficiar de uma formação em gestão urbana e turística, com ferramentas e equipamentos para melhorar as condições de gestão e utilização dos recursos turísticos disponíveis para melhorar a qualidade de vida dos seus habitantes.

Conservação
A diretora nacional de Áreas Protegidas e Biodiversidade do Ministério do Meio Ambiente, Shirley Binder, anunciou que nos próximos dois anos serão realizadas obras no Parque Nacional de Coiba, como melhorias no Centro de Visitantes de Gambute, Centro de Visitantes Penais Central, Centro Administrativo de Machete e reabilitação de trilhas.
Entre as trilhas a serem reabilitadas estão: Cerro Gambute, Los Monos, Los Pozos Termales e Mirador Cocos; O posto de controle na ilha de Canales de Afuera também será reabilitado, assim como o escoramento da ruína da igreja no Penal Central.
Ele também comunicou que estão sendo tomadas providências para que o parque tenha acesso à internet e, em conjunto com o Smithsonian, está sendo coordenada a criação de placas temáticas com informações, entre outras, sobre o tubarão-baleia e os protocolos para seu avistamento.
Explicou que as obras ficarão em execução por dois anos, enquanto se realiza um levantamento ambiental estratégico, solicitado pela UNESCO, já que Coiba é Patrimônio Mundial da Humanidade; Após a elaboração ambiental estratégica, continuaria o maior projecto, que é a reabilitação do Gambute, para ter uma infra-estrutura que permita o alojamento de turistas.

Construção de aeródromo
No que se refere à construção de um aeródromo, em Soná, o diretor-geral da Aeronáutica Civil, Gustavo Pérez, apresentou o projeto da nova infraestrutura que é administrada para a área e indicou que seria um catalisador de demanda que facilita a chegada de passageiros, reativaria a economia local e o desenvolvimento comercial, ao permitir um acesso mais rápido à região.

Reativação económica do turismo comunitário sustentável
A missão da ATP incluiu uma visita à comunidade com vocação turística de Arrimadero, onde se realizou um encontro e visita em conjunto com a Organização de Base Comunitária María Auxiliadora (OBC), um grupo de lideranças que empreender esforços de conservação do oceano para manter os recursos marinhos dos quais seu restaurante comunitário depende. Desta comunidade se destacou sua história geológica, já que no Biomuseo um espécime de basalto extraído desta área (Punta San Lorenzo) se estima ter 70 milhões de anos, sendo considerada uma das peças mais antigas do país quando emergiu do oceano.
Esta visita contou com a participação de Vicente del Cid da Fundação Mar Viva, que tem capacitado proprietários de estabelecimentos da região sobre a importância de reduzir ao máximo o uso, venda e entrega de descartáveis ​​descartáveis ​​de uso único. de mulheres na área foi destaque no âmbito da campanha # ChaoPlásticoDesechable, que visa eliminar o plástico de uso único no Panamá.
A Pixvae, comunidade pré-selecionada no plano de turismo comunitário, entre a ATP e a Fundação Panamenha para o Turismo Sustentável, onde a Fundação Mar Viva também realiza ações para fortalecer o desenvolvimento de forma sustentável, também foi visitada. 
A Pixvae será beneficiada com a licitação de uma nova rodovia executada pelo Ministério das Obras Públicas por um preço de referência de B / 0,36 milhões. Essa nova infraestrutura impactará positivamente na atração de investimentos; Nesse sentido, a equipe da ATP visitou um novo projeto habitacional de investidores internacionais que está avançando sua construção em Pixvae com integração comunitária e uma abordagem sustentável.

visitas

¿Gostaste da nota? ¡Compartilha-a!

tendências
O que nossos leitores estão a ler neste momento

Você pode continuar lendo ...