Peru anunciou medidas para reativar o turismo

1024 576
Travel2Latam
Travel2Latam
https://po.travel2latam.com/nota/62738-peru-anunciou-medidas-para-reativar-o-turismo
Peru anunciou medidas para reativar o turismo
Qui 17 de setembro de 2020

Antes do Congresso da República, o Ministro de Comércio Exterior e Turismo, Rocío Barrios, apresentou as medidas estratégicas para reativar gradativamente a atividade turística no país

 


Durante a sua participação na Comissão de Comércio Exterior e Turismo, a chefe do Mincetur destacou que o plano de reativação está centrado em quatro áreas: medidas financeiras e fiscais, segurança sanitária, promoção do turismo; e fortalecimento da infraestrutura turística.
Relativamente ao primeiro ponto, o ministro Barrios lembrou que, até à data, o Executivo lançou dois instrumentos de financiamento às empresas de turismo, FAE- Turismo e Turismo Emprende, com o objectivo de evitar a falência de empresas do sector.
“O leilão da taxa de empréstimo FAE-Turismo será realizado até sexta-feira, com o qual os mypes do setor poderão acessar esses recursos a partir da próxima semana. Também estamos pensando em modificar esse fundo e pedir uma carência de 18 a 24 meses ”, afirmou.
Anunciou que os resultados da última convocatória do Turismo Emprende serão conhecidos na terceira semana de outubro, e adiantou a dotação de S / 50 milhões para uma nova edição deste fundo competitivo, prevista para o primeiro semestre de 2021.
Com o objetivo de estender os benefícios financeiros aos artesãos e guias turísticos, atores mais afetados do setor pela pandemia, a Ministra Barrios anunciou que propôs a criação dos programas “Promova o artesanato” e “Meu guia para mim. guia".
A ministra anunciou que a sua pasta também propôs a criação de medidas fiscais com o objetivo de promover a recuperação do setor. Assim, informou que foi proposto o diferimento do pagamento do Imposto de Renda para os anos de 2019, 2020 e 2021; para além da isenção de IVA, até 31 de dezembro de 2022, e do Imposto Temporário sobre o Ativo Líquido durante os anos de 2020 e 2021.

Segurança turística e sanitária
O chefe do Mincetur destacou que será relançada a estratégia “Turismo Seguro” que, para além de garantir a integridade dos visitantes em matéria policial, incluirá a componente de segurança sanitária que deve ser considerada no quadro da pandemia provocada pela COVID 19.
Nesse sentido, lembrou que, até à data, já foram emitidos muitos dos protocolos que regem o sector do turismo, enquanto se aguarda a aprovação dos protocolos para os casinos e slot machines; bem como congressos, feiras e eventos.
"Ter todos esses protocolos nos permitirá acessar o selo‘ Safe Travels ’. Este selo é importante para o turismo receptivo que queremos receber nos próximos meses, pois isso vai nos garantir ser um país que cumpre os protocolos e destinos seguros, dando-nos uma vantagem competitiva sobre os outros países ”, destacou.

Campanha de promoção turística interna
O Ministro Rocío Barrios anunciou que, a partir do dia 15 de outubro, será lançada uma intensa campanha de turismo interno, sob o conceito "Estamos para voltar", com o objetivo de promover a atividade turística nas regiões. Para isso, acrescentou, serão trabalhados com os governos regionais e locais para identificar os circuitos turísticos internos e de dia inteiro.
Ele afirmou que a campanha, que será sustentável até dezembro, será realizada em Ucayali, Loreto, Piura, Tumbes e Lambayeque, visto que essas regiões têm espaços abertos, o que minimizará os riscos de contágio pela COVID. Até dezembro, anunciou o ministro, será lançada a campanha internacional "O Peru se prepara para recebê-lo" para receber turistas internacionais no próximo ano.
Outra das medidas que estão previstas para reativar o turismo interno é a criação do dia “Pró Turismo Interno”, que visa que os servidores públicos possam tirar o último dia de cada semana a cargo do turismo interno, promovendo assim nos fins de semana de turismo.

Infraestrutura turística
Em relação ao fortalecimento da infraestrutura turística, o ministro Barrios destacou que, até julho de 2021, por meio do Plano Nacional da Copesco, serão concluídas 12 obras de infraestrutura turística e dois Investimentos para Otimização, Expansão Marginal, Reabilitação e Reposição ( IOARR) em dez regiões do país. Tudo isso exigirá um investimento de S / 99 milhões.
Adicionalmente, o responsável do Mincetur disse que este ano está previsto o arranque do projecto do Parque Arqueológico de Choquequirao, que permitirá passar de 10.000 a um milhão de visitantes anuais.

visitas

¿Gostaste da nota? ¡Compartilha-a!

tendências
O que nossos leitores estão a ler neste momento

Você pode continuar lendo ...