México na vanguarda em gestão ambiental e gestão de destinos

1024 576
Travel2Latam
Travel2Latam
https://po.travel2latam.com/nota/60706-mexico-na-vanguarda-em-gesto-ambiental-e-gesto-de-destinos
México na vanguarda em gestão ambiental e gestão de destinos
Qui 11 de junho de 2020

O Secretário de Turismo presidiu a Segunda Reunião do Júri Nacional da Blue Flag. Ele propôs que as praias do país que ostentam esse distintivo tenham todo o necessário para atender às necessidades do turismo inclusivo


O secretário de Turismo do governo do México, Miguel Torruco Marqués, por meio de uma videoconferência, encabeçou nesta manhã o Segundo Encontro do Júri Nacional de Bandeira Azul.

A reunião contou com a presença de Joaquín Arturo Díaz Ríos, diretor executivo da Fundação para a Educação Ambiental (FEE) do México, que detém a licença exclusiva para operar quatro programas em todo o país: Bandeira Azul, Eco-Escolas, Chave Verde e Aprendizado. Sobre a Forest.

Durante sua mensagem, o chefe da Sectur afirmou que o Emblema Internacional da Bandeira Azul é concedido anualmente a praias e marinas, graças ao trabalho árduo de todos os envolvidos, que na temporada 2019-2020 levaram o México à primeira posição do continente americano, com mais praias com bandeira azul e treze locais em todo o mundo.

O emblema da Bandeira Azul certifica destinos costeiros que alcançaram excelência em gestão e gerenciamento ambiental, segurança e serviços, atividades de educação ambiental e qualidade da água.

"Nesse sentido, e dada a situação que estamos enfrentando, segurança, qualidade e higiene ocupam o centro do palco, e iniciativas como a certificação Bandeira Azul nos permitem fortalecer a imagem do México em todo o mundo", afirmou.

Nesta ocasião, as candidaturas para a temporada 2020-2021 foram avaliadas por um Júri Nacional. Esse júri é formado pelas secretarias de Turismo, Saúde, Meio Ambiente, Comunicações e Transportes, pela Marinha e por organizações como a Comissão Federal de Proteção contra Riscos Sanitários (Cofepris), Procurador Federal de Proteção Ambiental (Profepa), Comissão Nacional de Água. (Conagua), Fundo Nacional de Promoção do Turismo (Fonatur), Centro Mexicano de Direito Ambiental, AC de Acesso Livre e Confederação das Câmaras Nacionais de Comércio e Serviços Turísticos (Concanaco-Servytur).

O secretário Torruco Marqués expressou que das candidaturas apresentadas, 63 praias de 66 indicadas, três marinas e 25 embarcações de turismo sustentável, atendiam aos requisitos para manter a Bandeira Azul Distinta.

“Hoje, 10 de junho de 2020, este júri nacional de bandeira azul conheceu os resultados das candidaturas que o júri internacional analisou e votou. Os sites que receberão a Distinção com Bandeira Azul poderão fazê-lo oficialmente a partir de 1º de julho, para fins de informação pública, que é a data em que tradicionalmente começa a temporada da Bandeira Azul ", afirmou.

No entanto, ele deixou claro que a abertura física das praias terá que aderir às disposições do Ministério da Saúde, a mais alta autoridade no gerenciamento dessa crise causada pela pandemia, nas datas que a agência indicar, bem como nas Autoridades sanitárias estaduais, para que as reativações dos sites da Bandeira Azul sejam escalonadas, de acordo com as circunstâncias de cada um dos destinos.

Da mesma forma, o proprietário do Sectur apoiou o pedido de Laura Bermejo, representante da associação civil de Acesso Livre, de transformar as praias de Bandeira Azul em praias inclusivas.

Ele garantiu que seria um grande valor agregado fornecer a eles todas as facilidades para aqueles que têm uma deficiência, com toda a sinalização necessária e, assim, demonstrar ao mundo que o México também é vanguardista no assunto.

Além disso, lembrou que a 45ª edição do Tourist Tianguis, a ser realizada no próximo ano em Mérida, será a primeira inclusiva em sua já longa história, na qual participarão hospedeiras cegas, em cadeira de rodas ou com síndrome de Down, porque todas o mesmo direito de fazer parte deste grande evento.

"A partir de agora, será a regra fundamental do turista Tianguis face a face, tudo será inclusivo, porque todas as pessoas fazem parte da sociedade e, dessa forma, faremos justiça, pela primeira vez, em todos os ângulos que o administração pública ”, sustentou.

Ele também apoiou a proposta de que, em princípio, nos módulos de informação em espanhol e inglês, mais tarde se acrescentassem ao México os idiomas dos principais países emissores de turistas.

Finalmente, o secretário Torruco Marqués agradeceu ao júri pelo esforço realizado e os convidou a continuar trabalhando juntos em benefício da indústria do turismo do país.

visitas

¿Gostaste da nota? ¡Compartilha-a!

tendências
O que nossos leitores estão a ler neste momento

Você pode continuar lendo ...