Spirit Airlines organiza voo humanitário de Bogotá para Fort Lauderdale

1024 576
Travel2Latam
Travel2Latam
http://po.travel2latam.com/nota/59560-spirit-airlines-organiza-voo-humanitario-de-bogota-para-fort-lauderdale
Spirit Airlines organiza voo humanitário de Bogotá para Fort Lauderdale
Sex 03 de abril de 2020

A companhia aérea trabalhou em colaboração com a Embaixada dos Estados Unidos na Colômbia para repatriar 149 cidadãos norte-americanos


As semanas de incerteza terminaram na quinta-feira para os 149 cidadãos americanos a bordo do voo da Spirit Airlines (NYSE: SAVE) de Bogotá, Colômbia para Fort Lauderdale. Muitos deles tentavam garantir um voo de volta aos Estados Unidos, desde que o governo colombiano fechou as fronteiras do país em 17 de março devido ao coronavírus COVID-19.

A Spirit trabalhou em colaboração com a Embaixada dos Estados Unidos na Colômbia para organizar o voo humanitário que decolou do Aeroporto El Dorado (BOG) em Bogotá às 14h30. COT na quinta-feira, 2 de abril, e pousou no Aeroporto Internacional de Fort Lauderdale-Hollywood (FLL) às 19h30. EST.

"Nosso objetivo continua sendo ajudar nossos passageiros a retornar aos seus países durante esses tempos de restrições mundiais de viagens", disse Ted Christie, presidente e CEO da Spirit Airlines. "Estamos em constante comunicação com governos, embaixadas e aeroportos em cada país para o qual voamos sobre as várias restrições que devemos considerar antes de podermos retomar as operações".

Para manter o distanciamento social a bordo, o Spirit bloqueou todos os assentos no meio, ainda tentando acomodar o maior número possível de cidadãos americanos e residentes permanentes legais possíveis em Fort Lauderdale. A Spirit continua a seguir as diretrizes do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) e mantém contato com as autoridades para garantir a segurança de nossos passageiros e nossa equipe.

"Como a Embaixada dos Estados Unidos em Bogotá trabalha 24 horas por dia, 7 dias por semana para ajudar os cidadãos americanos na Colômbia durante a crise do COVID-19, agradecemos a colaboração de empresas americanas, principalmente da Spirit Airlines", disse Philip Goldberg Embaixador dos Estados Unidos na Colômbia. "A generosidade e o espírito empreendedor da companhia aérea em trabalhar conosco para organizar um voo humanitário que leva cidadãos americanos ao seu país demonstra as estreitas conexões entre os Estados Unidos e a Colômbia e o papel positivo que as empresas americanas têm".

A entrada nos Estados Unidos da Colômbia não é restrita pelos mandatos atuais do CDC. Os passageiros que chegaram no voo concluíram os procedimentos de entrada com os funcionários da Alfândega e devem seguir a recomendação do CDC de que qualquer pessoa que retorne de uma viagem internacional permaneça em quarentena voluntária por 14 dias.

visitas

¿Gostaste da nota? ¡Compartilha-a!

tendências
O que nossos leitores estão a ler neste momento

Você pode continuar lendo ...