São Paulo e Rio têm alta de 20% em demanda por viajantes segundo Expedia

1024 576
Travel2Latam
Travel2Latam
http://po.travel2latam.com/nota/59126-so-paulo-e-rio-tm-alta-de-20-em-demanda-por-viajantes-segundo-expedia
São Paulo e Rio têm alta de 20% em demanda por viajantes segundo Expedia
Qua 04 de março de 2020

A pesquisa analisou o comportamento de mais de 800 milhões de usuários online em 2019 e elencou as cinco cidades brasileiras mais procuradas por turistas nacionais e estrangeiros​


O Brasil está em alta como destino de viagens. Pesquisa do Expedia Group analisou o comportamento de mais de 800 milhões de usuários de suas plataformas online em 2019 e elencou as cinco cidades brasileiras mais procuradas por turistas nacionais e estrangeiros. Segundo o levantamento, os dois principais destinos do país, São Paulo e Rio de Janeiro, tiveram alta de 20% na demanda por viagens em relação a 2018.

Apesar de as duas localidades seguirem no topo da lista, dados do Expedia apontam que os turistas domésticos preferem as capitais, enquanto os estrangeiros buscam, também, municípios turísticos menores. Na lista dos mais procurados pelos visitantes internacionais, Búzios (RJ) e Foz do Iguaçu (PR) aparecem em 3º e 4º lugar, respectivamente. Já entre os turistas nacionais, Brasília (DF), Curitiba (PR) e Fortaleza (CE) completam o ranking, ficando na 3ª, 4ª e 5ª posição, respectivamente.

O estudo também traçou o perfil dos viajantes e constatou que estrangeiros costumam gastar mais com hospedagem, somando uma diária média US$ 30 maior que a paga pelos brasileiros. Porto de Galinhas (PE), São Paulo, Angra dos Reis (RJ), Rio de Janeiro e Foz do Iguaçu são os destinos com a maior diária média paga por esse público.

Os estrangeiros também planejam os deslocamentos com maior antecedência, fazendo a reserva com uma média de 31 dias antes da viagem, contra 18 dos turistas domésticos. Quanto ao meio utilizado para reservas, turistas de fora do país são mais tradicionais: apenas 22% usam o smartphone. Entre viajantes domésticos, o percentual atinge 41%.

visitas

¿Gostaste da nota? ¡Compartilha-a!

tendências
O que nossos leitores estão a ler neste momento

Você pode continuar lendo ...