WTTC faz declaração sobre Coronavírus

1024 576
Travel2Latam
Travel2Latam
http://po.travel2latam.com/nota/58544-wttc-faz-declarao-sobre-coronavirus
WTTC faz declaração sobre Coronavírus
Gloria Guevara, CEO WTTC
Sex 24 de janeiro de 2020

Segundo o Conselho Mundial de Viagens e Turismo, conter a propagação do pânico é tão importante quanto parar o surto de contágio


O surto de coronavírus na China pode ter um impacto econômico prejudicial e duradouro no setor global de viagens e turismo, a menos que sejam tomadas as ações necessárias, como em epidemias virais anteriores, disse Gloria Guevara, presidente e diretora executiva da Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC).
 
Guevara Manzo, que foi secretária de Turismo do México, esteve intimamente envolvida com as conseqüências do surto do vírus da gripe H1N1, que em 2009 causou muitas mortes.
 
A análise das principais epidemias virais anteriores conduzidas por especialistas do WTTC mostra que o tempo médio de recuperação para o número de visitantes de um destino foi de 19 meses, porém com a resposta e o gerenciamento corretos, o destino poderia recuperar em apenas 10 meses.
 
O impacto econômico global do H1N1 foi estimado em até US $ 55 bilhões, com a perda para a indústria do turismo mexicana avaliada em US $ 5 bilhões após o surto de 2009.
 
Um impacto econômico semelhante afetou a China, Hong Kong, Cingapura e Canadá após o surto de SARS em 2003, prejudicando o setor global de viagens e turismo entre 30 e 50 bilhões de dólares. Somente a China sofreu uma redução de 25% no PIB do turismo e uma perda de 2,8 milhões de empregos.
 
Enquanto as autoridades chinesas estão tomando medidas, em relação ao coronavírus, restringindo o movimento nas áreas de risco mais imediatas, o Conselho Mundial de Viagens e Turismo também apóia medidas adicionais que estão sendo tomadas na região e na região Ásia-Pacífico , Europa e aqui no Reino Unido.
 
Falando sobre o coronavírus, Gloria Guevara disse: “Embora o risco de exposição para viajantes e turistas ainda seja baixo, estamos naturalmente preocupados com aqueles que já foram afetados.
 
"A experiência nos ensinou que a coordenação e cooperação global, com a colaboração entre os setores público e privado, serão vitais para conter a disseminação do coronavírus por toda a China e além".
 
“Os casos anteriores nos mostraram que as perdas econômicas causadas por epidemias de saúde podem ser evitadas pelo uso efetivo de procedimentos de preparação e gerenciamento de crises, bem como pelo gerenciamento do pânico público e da tomada de decisão racional. Através de viagens
 
“O gerenciamento mais eficaz de uma crise requer a rápida ativação de planos de emergência eficazes, e podemos ver que nos primeiros dias desse surto, o governo chinês agiu rapidamente.
 
“No entanto, a comunicação rápida, precisa e transparente também é crucial para conter o pânico e mitigar as perdas econômicas negativas. Contenção da propagação de pânico desnecessário é tão importante quanto parar o próprio vírus".

visitas

¿Gostaste da nota? ¡Compartilha-a!

tendências
O que nossos leitores estão a ler neste momento

Você pode continuar lendo ...